Esclarecendo dúvidas sobre as “bombinhas”

As medicações inalatórias, conhecidas como “bombinhas”, são muito importantes, aliviam os sintomas e salvam vidas, entretanto ainda são objeto de algumas dúvidas:

1- Bombinha “vicia”? Não! Na maioria das situações, as bombinhas são necessárias para tratar doenças pulmonares crônicas, de modo que é necessário usar os dispositivos inalatórios diariamente para manter os pulmões adequadamente tratados;

2- Bombinha em excesso prejudica a saúde? Ocorre que pessoas que necessitam usar muitas doses provavelmente têm doenças pulmonares mais graves e precisam de doses extra das medicações para aliviar os sintomas. Nesta situação, é importante revisar os tratamentos de manutenção para melhorar o controle, reduzir as crises e, consequentemente, o uso de bombinhas;

3- Bombinha não é ecológica? Não! Atualmente, o gás utilizado não agride a camada de ozônio e é seguro para o uso;

4- Bombinha causa doença cardíaca? Não causam! Entretanto, alguns broncodilatadores podem causar aumento transitório da frequência cardíaca. As medicações inalatórias são seguras nas doses habituais, exceto em condições muito específicas como arritmias cardíacas e cardiopatias graves;

5- Posso usar a bombinha de outra pessoa? Não! Os tratamentos nem sempre  são iguais para todos, sendo assim, deve-se usar somente as medicações prescritas pelo seu médico.